Eletroacupuntura

A eletroacupuntura é um tratamento que usa a acupuntura como base, ramo da medicina tradicional chinesa que consiste na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo para obter diferentes efeitos terapêuticos. A diferença é que a essa faz uso de agulhas ligadas a aparelhos elétricos, que potencializam a terapia e transmitem estímulos aos pontos de acupuntura. Geralmente, esse tratamento é para casos de pessoas com dores muito forte ou lesões mais graves. Quanto menor for o número de agulhas, maior é a analgesia, isto é, a perda da sensibilidade à dor. A Eletroacupuntura também é utilizada como anestesia.
Alguns estudiosos acreditam que a eletroacupuntura foi usada primeiramente por médicos na França e na Itália desde o início dos anos 1800. Outros atribuem sua descoberta de cientistas japoneses na década de 1940 que estavam interessados em curar fraturas ósseas mais rapidamente. Ainda outros afirmam que eletroacupuntura realmente não foi desenvolvida até 1958, quando os acupunturistas na China começaram a experimentar como uma forma de alívio da dor. Seja qual for o caso, eletroacupuntura é uma forma de tratamento cada vez mais popular e é usada pelos praticantes de medicina tradicional chinesa para uma ampla gama de condições.
De acordo com a Associação Médica Brasileira de Acupuntura (Amba), todas as pessoas que sofrem de estresse, ansiedade, depressão, insônia, enxaqueca, mulheres na TPM, dependência química, problemas respiratórios, impotência, alterações menstruais ou hormonais, problemas imunológicos, traumas em geral, problemas reumáticos e aqueles que sofrem de sintomas vagos e que não conseguem um alívio com tratamentos convencionais podem fazer a terapia.
Não é indicado para gestantes, cardíacos e protadores de marcapasso.

Terapeutas do Espaço Vida Centro Terapêutico que utilizam esta terapia ou técnica:
Cristiane Richter