A doce e difícil arte de ser mãe

Essa missão tem tornado-se cada dia mais complexa, tendo em vista as inúmeras afirmações sociais que abordam a capacidade feminina como protótipo de organização, cuidados e superação. Enfim, incontáveis textos, mensagens e verbalizações taxativas que descrevem um modelo de mulher forte, incansável, competente, infalível, bonita, abnegada e com um amor incondicional que ultrapassa os laços maternais.

Fala-se então, de uma Super Mulher Maravilha e não de um ser real, que fica exausta, que fracassa vez que outra, que observa chateada as marcas da gravidade, do tempo e do trabalho excessivo na face, nos seios e abdômen. Um ser real, que se irrita com o borbulhar de tantos planos, solicitações, boletos vencidos e uma porção de expectativas que preenchem seus pensamentos. De qual Mãe, de qual Mulher se quer falar?

É muito importante que se fale dessa Mãe, dessa Mulher que está aí em sua casa. Essa Mãe verdadeira. Essa que possui habilidades maravilhosas para tentar alcançar seus objetivos com sucesso, mas que não é mágica, nem detentora de recursos extraordinários e infalíveis para atingir o alvo da felicidade plena, nos 365 dias do ano. Essa busca da Super Mulher/Mãe Maravilha, pode desencadear processos angustiantes, crises de ansiedade, sintomas depressivos, comportamentos compulsivos, entre outros, nessa batalha de ações e emoções que é o cotidiano de uma Mãe Real.

É preocupante, que essa visão de Mãe Maravilha, seja absorvida, pois quando se busca algo irreal, inevitavelmente não se encontra. E tal fato, resulta em frustrações que geram angústias e muita ansiedade.

A Psicoterapia propõe-se a ajudar Mulheres/Mães a construírem uma identidade maternal real, a desenvolver habilidades e competências dentro de um processo permeado de acertos, alguns erros, estratégias de superação, enfim, propicia reflexões, as quais favorecerão a escolhas adequadas a sua própria realidade.

Com o objetivo de complementar o tratamento da Psicoterapia, integra-se a Homeopatia, a qual é uma ciência que trata o paciente como um todo (físico, emocional) e está indicado para o alívio e cura de várias doenças, sejam elas crônicas ou agudas e/ou emocionais. Dentre alguns sintomas, trata-se a ansiedade, angústia, insônia, dores de cabeça, entre outras doenças psicossomáticas que são recorrentes das tensões e demais dificuldades das situações vividas.

A Homeopatia e a Psicoterapia juntas podem reequilibrar as emoções, fazendo com que as dificuldades sejam controladas. Ambas analisam as causas, bem como, avaliam a raiz do problema, apontando caminhos que poderão ser percorridos por essa Mãe/Mulher, em busca da solução completa e duradoura e da qualidade das suas relações.

Venha conhecer os benefícios que a Psicoterapia e a Homeopatia podem trazer para você.

Por Cristiane Richter – Psicóloga & Acupunturista e Denise Rauber Hardt – Terapeuta Homeopata, ambas atendendo no Espaço Vida Centro Terapêutico.